Policial

Professora de Mandaguaçu se diz lesada por oficial norte-americano em R$ 5,7 mil

professoregizUma professora de 47 anos, residente em Mandaguaçu, está pedindo a ajuda da Polícia Civil para tentar recuperar US$ 2,2 mil (R$ 5,7 mil) que teria entregue a um suposto tenente das Forças Armadas dos Estados Unidos (EUA).

Inconformada com o prejuízo, a professora relatou que conheceu o suposto o oficial em um site de relacionamentos, poucos meses depois de se separar do marido.

Segundo ela, o oficial, que disse estar lutando no Afeganistão, contou que após uma ferrenha guerra com um grupo de talibãs, teria encontrado uma mala contendo US$ 4,5 milhões (RS 11,7 milhões) e decidido enviar toda fortuna para ela.

“Ele me convenceu a depositar as custas da remessa em uma conta corrente, mas até hoje não recebi a mala”, disse ela, ressaltando suspeitar que uma deputada americana pode estar envolvida no golpe. A polícia analisa o caso.

O Diário

MANDAGUAÇU: Trabalhador da construção civil fica ferido após queda

Foto: Eliana Custodio

Foto: Eliana Custodio

Na tarde de ontem (23), Mandaguaçu registrou mais um acidente de trabalho na construção civil. O acidente ocorreu por volta das 17h30, na Vila Carraro.  O trabalhador de 42 anos, sofreu uma queda de uma altura de cerca de 4,5m. Segundo informações, o trabalhador não estava utilizando os equipamentos de proteção individual.

A vítima sofreu ferimentos graves e recebeu o atendimento de socorristas e da equipe do SAMU. Após os primeiros atendimentos, o trabalhador foi encaminhado ao Hospital Santa Rita em Maringá.

Idoso de 85 anos morre em incêndio a residência em Mandaguaçu

Um idoso de 85 anos morreu em um incêndio a uma residência no início da madrugada desta terça-feira (19) em Mandaguaçu (20km de Maringá). De acordo com a Polícia Civil, a vítima José Barbosa da Silva estava dormindo quando o fogo começou por volta de meia-noite e meia.

Três equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para apagar o incêndio. Porém quando os bombeiros chegaram na casa localizada na Rua Ararão, na Vila Guardiana, as chamas já haviam se espalhado e consumido praticamente todo o imóvel de madeira.

O idosos morava sozinho e não conseguiu sair da casa. Ele morreu carbonizado e teve o corpo encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML).

A causa do incêndio será investigada pela Polícia Civil de Mandaguaçu.

O DIÁRIO

Corpo de menina de Mandaguaçu é encontrado em Maringá

A Delegacia de Homicídios de Maringá (DH) identificou o corpo encontrado na tarde de quarta-feira (11), na zona rural da cidade. De acordo com a polícia, trata-se da adolescente Laís Caroline Rodrigues da Silva, 15 anos, que residia em Mandaguaçu (32 km de Maringá) e estava desaparecida desde o final de maio passado.

Diante do avançado estado de decomposição do cadáver, o reconhecimento só foi possível por meio de tatuagens que a vítima possuía em várias partes do corpo, além da estatura, cor da pele, cor e comprimento dos cabelos. No entanto, ainda serão realizados comparação digital e exame de DNA para oficialização.

O corpo da adolescente foi encontrado por volta das 16 horas, em meio a uma plantação de milho nas imediações da Estrada Guaiapó, zona norte de Maringá. Marcas de ferimentos comprovaram que a vítima foi morta a facadas.

A garota apresentava um corte na lateral esquerda da garganta e outro ferimento profundo na coxa, na altura da virilha direita. O maxilar inferior estava deslocado, provavelmente em decorrência de um murro. O cadáver estava nu, em decúbito dorsal, com as pernas abertas, situação que reforça a suspeita de abuso sexual. A vítima vestia apenas um par de meias, tipo soquete, de cor branca. As roupas e calçados não foram localizados.

Laís também usava um anel no dedo anelar da mão esquerda e outros dois no dedo anelar da mão direita. Ela tinha uma tatuagem nas costas, próxima da nádega; uma flor vermelha na panturrilha direita e três estrelas grandes e várias pequenas no lado esquerdo do abdome. Havia ainda outra tatuagem no ombro direito que não foi possível definir devido às condições da pele, que já estava enegrecida.

De acordo a polícia, Lais desapareceu na noite de 31 de maio, após ir a Maringá em companhia da irmã, de 16 anos. O plano das meninas era ir a uma boate, mas ao chegar no centro da cidade Lais teria se distanciado, avisando que iria comer um lanche. Desde então, não foi mais vista. Até o final da tarde de ontem, a DH não tinha pistas que pudessem esclarecer a autoria do crime.

O DIÁRIO

MANDAGUAÇU: Ladrões invadem chácara e furtam dois Play Station 2

Na tarde de ontem (10), por volta das 14h, criminosos invadiram uma chácara no Jardim Monte Alto em Mandaguaçu. Segundo Daro Pinelli, proprietário da chácara, os ladrões arrebentaram a cerca elétrica da propriedade e pularam um muro de 3 metros de altura. Os criminosos arrombaram uma janela das instalações da chácara e furtaram dois vídeo game Play Station 2.

Uma vizinha da chácara informou que três jovens foram vistos rondando o local poucos minutos antes da ocorrência.

Cadela ataca ladrão e evita roubo em Mandaguaçu

Uma cadela virou heroína em uma tentativa de roubo em Mandaguaçu. Na noite de ontem (10), um homem tentou invadir uma residência no jardim América, e ao tentar arrombar a porta da casa, foi atacado por uma cadela, da raça Pastor Alemão. Segundo a moradora, Naiele Caparroz, que estava na residência no momento do ocorrido, a cachorra de estimação atacou o bandido, que para se defender, pulou na piscina no jardim da casa.

O ladrão fugiu sem levar nada, antes da chegada da Polícia Militar. Segundo a moradora, é a terceira vez que a casa é alvo de ladrões.

Polícia apreende 17 motores em oficina de Mandaguaçu

A Polícia Civil apreendeu, na manhã desta terça-feira (10), 17 motores de caminhão emuma oficina mecânica localizada às margens da BR-376, na entrada de Mandaguaçu (a 20 quilômetros de Maringá). Segundo a polícia, ao menos dois deles estavam com a numeração adulterada. O dono da empresa e o filho dele foram presos em flagrante acusados do crime de receptação.

A apreensão e as prisões aconteceram durante a operação deflagrada em empresas revendedoras de peças automotivas usadas, conhecidas como “desmanches”. Além de Mandaguaçu, foram realizadas vistorias em 13 empresas de Maringá, em nenhuma delas foram encontradas irregularidades.

A empresa onde foram apreendidos os motores já foi alvo de outras investigações. Em dezembro passado, um caminhão roubado em Ponta Grossa foi localizado no pátio da oficina. Na ocasião, os investigadores também apreenderam dois chassis na chácara do proprietário. Em mês antes, o Gaeco apreendeu uma outra carreta no local.

A operação desencadeada por determinação do delelgado-chefe da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá, Sérgio Luiz Barroso, mobilizou todo o efetivo da Seção de Furtos e Roubos e da Delegacia de Homicídios. “Embora Maringá não seja uma cidade de médio porte com número elevado de furtos e roubos de veículos precisamos manter a situação sob controle”, disse o delegado.

Além da Mandaguaçu, os policiais vistoriaram 13 empresas em Maringá, e em nenhuma delas foram encontradas irregularidades. O trabalho foi coordenado pelos delegados Paulo César da Silva, titular da Delegacia de Homicídios; Laércio Fahur, delegado operacional da 9ª SDP; Gustavo de Pinho Alves, responsável pelo 1º Distrito Policial; e Diego Elias de Freitas Rodrigues de Almeida, titular da Delegacia de Astorga.

O DIÁRIO

Passagem de Comando da Polícia Militar de Mandaguaçu

Nesta terça-feira (10), foi realizada na Câmara Municipal de Mandaguaçu uma solenidade de passagem de comando da Polícia Militar do subtenente Capitol ao 2° sargento Felipe, que assume a partir de agora, o comando da Polícia Militar de Mandaguaçu.

A cerimônia foi conduzida pelo chefe da Comunicação Social do 4° Batalhão, tenente Claudio Rocha.

Carro pega fogo na Avenida Munhoz da Rocha em Mandaguaçu

Um carro pegou fogo, na madrugada de hoje  (01), na Avenida Munhoz da Rocha em Mandaguaçu, próximo ao Posto Triângulo. O Fiat Pálio, com placas de Maringá, ficou totalmente destruído. As chamas se espalharam por todo o veículo e a fumaça tomou conta da região. O  Corpo de Bombeiros foi acionado para o local e conteve o incêndio. Ainda não se sabe a causa do incidente.

 

Motociclista morre ao ser atingido por pickup na PR-552

Um motociclista de 17 anos que estava parado às margens da PR-552 morreu ao ser atingido por uma Fiat Strada em Ourizona (a 34 quilômetros de Maringá) no início da noite de segunda-feira (26).

Conforme a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Floresta (a 28 quilômetros de Maringá), o acidente ocorreu por volta das 18h, no km 8 da rodovia, entre Mandaguaçu e Ourizona. Os veículos envolvidos são uma pickup de placa de Mandaguaçu, que atingiu a Honda NXR 125 de placa de Ourizona, guiada por Diego Oliveira do Prado, de 17 anos, que estava estacionado em uma estrada rural às margens da rodovia.

O adolescente não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá.

O DIÁRIO