rEGIÃO

Galinha caipira adota 94 pintinhos em sítio de Mandaguaçu

Foto: Laudicéia Ramires

Foto: Laudicéia Ramires

No sítio da produtora rural Laudicéia Ramires, cada integrante da família tem uma atividade e responsabilidade diferente. Tem quem cuida da plantação, da horta e da casa. A divisão de tarefas é tão presente, que sobra responsabilidade até para os animais do sítio localizado na área rural de Mandaguaçu, no norte do Paraná. Um exemplo é de uma galinha caipira que adotou 94 pintinhos chocados no início de outubro. São tantos animais que a ave chega a desaparecer quando todos os filhotes estão reunidos.

Segundo Laudicéia, como o número de pintinhos é grande, a própria ave não sabe quais foram os que ela chocou. “Depois dos ovos chocarem, o meu sogro escolhe a galinha do quintal para cuidar da criação. Para os pintinhos se acostumarem com a nova ‘mãe’, ele só coloca a ração ao redor dessa galinha. Com isso, os pintinhos se acostumam e começam a segui-la”, detalha Laudiceia. “Sem querer, ela adotou todos eles”, acrescenta.

A criação poderia ser ainda maior. Foram chocados 108 ovos, mas 14 animais morreram depois de um dia de frio. E mesmo com tantos filhotinhos, a galinha não se esquece de nenhum deles. “É até engraçado de ver essa relação. Os pintinhos vão para todos os lugares atrás dela, se alimentam se ela comer a ração. No fim da tarde, quando recolhemos todos os animais, eles [pintinhos] só entram no galinheiro depois dela [galinha]. É uma relação entre mãe e filhos mesmo”, diverte-se a produtora rural.

A escolha de apenas uma ave para cuidar de todos os filhotes é realizada há cinco anos no sítio de Laudicéia. Os olhos atentos do sogro dela definem qual ave ficará responsável pelos pintinhos. Conforme a produtora rural, essa decisão leva em conta o conhecimento e a confiança entre donos e animais.  “Escolhemos a galinha que achamos que é a mais cuidadosa entre as que temos. O meu sogro sabe qual briga mais, qual come mais e aquela que está preocupada com a ordem. É uma coisa meio maluca. Digamos que é um pouco instinto e observação. Não sei como, mas deu certo em todas às vezes”, diz Laudicéia.

Depois de atingirem a fase adulta, algumas aves ficam no sítio da família Ramires, e outras são doadas para parentes e amigos. “Nós temos muitos animais e não conseguimos criar todos eles, não temos espaço e dinheiro. Por isso, distribuímos”, conta a produtora.

globo.com

Temporal causa queda de árvore em Mandaguaçu

10482287_807973992557511_8480593782788899351_n

Foto: Diego Serapião

Foto: Diego Serapião

Foto: Diego Serapião

A manhã desta quarta-feira (01) trouxe muito vento e chuva à Mandaguaçu. O temporal que atingiu a cidade por volta das 10h derrubou uma árvore na rua 7 de setembro no centro da cidade. O fornecimento de energia elétrica foi interrompido devido a queda da árvore na fiação. Ninguém ficou ferido.

A previsão do tempo paraa noite de hoje em Mandaguaçu, segundo o  SIMEPAR, é de pancadas de chuva isoladas.  Amanhã (2), a previsão é de poucas nuvens e as temperaturas devem ficar entre 18ºC e 29ºC.

Corpo de menina de Mandaguaçu é encontrado em Maringá

A Delegacia de Homicídios de Maringá (DH) identificou o corpo encontrado na tarde de quarta-feira (11), na zona rural da cidade. De acordo com a polícia, trata-se da adolescente Laís Caroline Rodrigues da Silva, 15 anos, que residia em Mandaguaçu (32 km de Maringá) e estava desaparecida desde o final de maio passado.

Diante do avançado estado de decomposição do cadáver, o reconhecimento só foi possível por meio de tatuagens que a vítima possuía em várias partes do corpo, além da estatura, cor da pele, cor e comprimento dos cabelos. No entanto, ainda serão realizados comparação digital e exame de DNA para oficialização.

O corpo da adolescente foi encontrado por volta das 16 horas, em meio a uma plantação de milho nas imediações da Estrada Guaiapó, zona norte de Maringá. Marcas de ferimentos comprovaram que a vítima foi morta a facadas.

A garota apresentava um corte na lateral esquerda da garganta e outro ferimento profundo na coxa, na altura da virilha direita. O maxilar inferior estava deslocado, provavelmente em decorrência de um murro. O cadáver estava nu, em decúbito dorsal, com as pernas abertas, situação que reforça a suspeita de abuso sexual. A vítima vestia apenas um par de meias, tipo soquete, de cor branca. As roupas e calçados não foram localizados.

Laís também usava um anel no dedo anelar da mão esquerda e outros dois no dedo anelar da mão direita. Ela tinha uma tatuagem nas costas, próxima da nádega; uma flor vermelha na panturrilha direita e três estrelas grandes e várias pequenas no lado esquerdo do abdome. Havia ainda outra tatuagem no ombro direito que não foi possível definir devido às condições da pele, que já estava enegrecida.

De acordo a polícia, Lais desapareceu na noite de 31 de maio, após ir a Maringá em companhia da irmã, de 16 anos. O plano das meninas era ir a uma boate, mas ao chegar no centro da cidade Lais teria se distanciado, avisando que iria comer um lanche. Desde então, não foi mais vista. Até o final da tarde de ontem, a DH não tinha pistas que pudessem esclarecer a autoria do crime.

O DIÁRIO

MANDAGUAÇU: Parlamento Metropolitano discute saneamento básico

Vereadores do Parlamento Metropolitano visitando a Unidade de Tratamento de Esgoto da Sanepar em Mandaguaçu.

Na manhã de hoje (03), os vereadores que formam o Parlamento Metropolitano estiveram reunidos na Câmara Municipal de Mandaguaçu. Segundo o vereador de Mandaguaçu, Beto Dentista, na reunião foi apresentada a situação do saneamento básico no município. “Apresentei a situação desoladora do saneamento básico de Mandaguaçu, que em franco crescimento urbano, tem apenas 19% de cobertura de coleta de esgoto.”

Após a reunião, os membros do Parlamento Metropolitano visitaram a Estação de Tratamento de Esgoto da Sanepar, onde foram recebidos pelo Gerente da Unidade Regional de Maringá, Valteir Galdino da Nóbrega.

Motociclista morre ao ser atingido por pickup na PR-552

Um motociclista de 17 anos que estava parado às margens da PR-552 morreu ao ser atingido por uma Fiat Strada em Ourizona (a 34 quilômetros de Maringá) no início da noite de segunda-feira (26).

Conforme a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Floresta (a 28 quilômetros de Maringá), o acidente ocorreu por volta das 18h, no km 8 da rodovia, entre Mandaguaçu e Ourizona. Os veículos envolvidos são uma pickup de placa de Mandaguaçu, que atingiu a Honda NXR 125 de placa de Ourizona, guiada por Diego Oliveira do Prado, de 17 anos, que estava estacionado em uma estrada rural às margens da rodovia.

O adolescente não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá.

O DIÁRIO

Morre, aos 62 anos, o apresentador Pinga Fogo em Maringá

g_29Faleceu no fim da madrugada desta terça-feira (13), por volta das 5h30, o apresentador e radialista Benedito Cláudio de Oliveira, de 62 anos, mais conhecido como Pinga Fogo. A informação foi confirmada no início desta manhã por funcionários da Rádio Nova Ingá, emissora que transmitia o programa que comandava, o Show da Manhã, com notícias, músicas e denúncias, entre outros assuntos.

Por volta das 7h30, ainda não haviam sido confirmadas as informações de velório e sepultamento.

O apresentador sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) no último dia 24 de março, quando estava em sua casa em Jandaia do Sul (a 41 quilômetros de Maringá) e se preparava para vir para Maringá.

Inicialmente, Pinga Fogo  foi atendido no Pronto Atendimento de Jandaia do Sul, e de lá encaminhado para o Hospital da Providência, em Apucarana (a 62 quilômetros de Maringá). No mesmo dia, foi transferido para a Santa Casa, em Maringá.

Mesmo afastado e na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o apresentador acompanhava de perto o programa que leva o nome dele (Pinga Fogo na TV), na Band Maringá.

O DIÁRIO

Gaeco denuncia investigador de Mandaguaçu por ocultar F1000 furtada

gaeco11O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná (MP-PR) em Maringá denunciou à Justiça um investigador de polícia lotado na delegacia de Polícia Civil de Mandaguaçu acusado de ocultar um veículo furtado. A denúncia foi feita na segunda-feira (14).

Segundo o Ministério Público, o acusado teria permitido a ocultação de uma Ford F1000 em sua propriedade rural A caminhonete havia sido furtada em Campo Mourão (a 90 quilômetros de Maringá) no dia 24 de abril do ano passado.

Em caso de condenação, o crime é punido com a pena de reclusão de um a quatro anos e multa. O nome do suspeito não foi divulgado pelo MP-PR.

O DIÁRIO

Sindicato dos Bancários inicia em Mandaguaçu a preparação de mais uma Campanha Salarial

salarioO Sindicato dos Bancários de Maringá e Região dá início à preparação de mais uma Campanha Salarial. Novamente, o Sindicato iniciará o processo ouvindo as reivindicações da base, que servirão de subsídio para a preparação da pauta, que será finalizada nos Encontros Sul e posteriormente no Nacional.

O primeiro Encontro Regional já está agendado para reunir os bancários de Mandaguaçu e região, nesta sexta-feira, dia 11 de abril, às 19h, na AABB. Para esta reunião estão sendo convocados os bancários das cidades de São Jorge do Ivaí, Floraí, Castelo Branco, Ourizona, do distrito de Iguatemi, além dos trabalhadores de Mandaguaçu.

O Encontro seguinte será em Astorga, dia 24 de abril,  às 19h30, na Avenida Presidente Epitáfio, 1150, contemplando os bancários da cidade e região. Estão sendo agendados encontros também em outras cidades da região, além de uma assembleia que ocorrerá em Maringá.

“Estes encontros são uma rica oportunidade para sentarmos com os bancários de toda nossa base sindical e ouvi-los acerca dos seus anseios, dificuldades, pois é o bancário que está na agência a melhor pessoa para sugerir ideias e propostas para apresentarmos nos encontros que teremos com os demais sindicatos e federações e assim tirarmos uma pauta que realmente contemple as aspirações da nossa categoria”, aponta o presidente Claudecir de Souza.

“Portanto, convocamos todos os bancários a participar destes encontros, dando a sua sugestão, apresentando suas ideias. Queremos, novamente, na negociação com os banqueiros, a partir de agosto, avançarmos em nossas conquistas”, finaliza o presidente.

O Encontro Sul, reunindo sindicatos e federações dos três estados do Sul ocorrerá  dia 15 de maio, em Ponta Grossa. Já o Nacional está previsto para os dias 7 e 8 de agosto.