Saúde

Não vai fechar: Governo repassa R$ 500 mil/ ano ao Hospital de Mandaguaçu

Governador Beto Richa, Dr. Gargantini e Guto Silva (Ex-Chefe da Casa Civil do Paraná), em anúncio dos repasses para os hospitais.

O governador Beto Richa anunciou nesta terça-feira (24), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o repasse R$ 500 mil/ano, para o Hospital São Loureço de Mandaguaçu. O repasse para o hospital é parte dos R$ 29,5 milhões que serão reapassados para 36 entidades e hospitais de pequeno porte do Paraná. Os recursos devem ser utilizados para custeio, obras e equipamentos.
A medida, explicou o governador, é uma forma do Governo do Estado apoiar unidades hospitalares importantes para os municípios e que geralmente enfrentam dificuldades financeiras para se manter em razão da baixa taxa de ocupação dos leitos e a baixa complexidade dos serviços oferecidos.

O diretor do Hospital São Lourenço, Dr. José Antônio Gargantini, esteve em Curitiba para a oficialização do repasse que será realizado primeiramente a prefeitura de Mandaguaçu, e depois ao hospital.

MANDAGUAÇU: Parlamento Metropolitano discute saneamento básico

Vereadores do Parlamento Metropolitano visitando a Unidade de Tratamento de Esgoto da Sanepar em Mandaguaçu.

Na manhã de hoje (03), os vereadores que formam o Parlamento Metropolitano estiveram reunidos na Câmara Municipal de Mandaguaçu. Segundo o vereador de Mandaguaçu, Beto Dentista, na reunião foi apresentada a situação do saneamento básico no município. “Apresentei a situação desoladora do saneamento básico de Mandaguaçu, que em franco crescimento urbano, tem apenas 19% de cobertura de coleta de esgoto.”

Após a reunião, os membros do Parlamento Metropolitano visitaram a Estação de Tratamento de Esgoto da Sanepar, onde foram recebidos pelo Gerente da Unidade Regional de Maringá, Valteir Galdino da Nóbrega.

Mandaguaçu registra mais um acidente com motocicleta na Munhoz da Rocha

Na tarde de hoje (16), por volta das 15h45, a cidade de Mandaguaçu registrou mais um acidente com motocicleta na Avenida Munhoz da Rocha. Celso dos Santos, de 38 anos, pilotava uma motocicleta quando colidiu com a rotatória da Avenida Munhoz da Rocha, próximo ao antigo Posto Abelhão. Segundo informações, com o impacto, Celso foi arremessado por cerca de 10 metros. A vítima recebeu os primeiros atendimentos e foi encaminhada pelo SIATE ao Hospital Universitário de Maringá.

Mandaguaçu: Prefeitura adia atendimento de saúde 24 horas

Agradecemos pela a ampliação do posto de Saúde de Mandaguaçu.

A Prefeitura de Mandaguaçu não cumpriu a promessa do atendimento 24 horas na Unidade Central de Saúde do município. A informação foi publicada no jornal Folha de Mandaguaçu (Ano 03 /Nº26). Segundo a publicação, “A Prefeitura de Mandaguaçu (…) prorrogou por 90 dias o início das atividades”.

O adiamento contrasta com a informação publicada pelo mesmo jornal na edição Nº24, onde o prefeito Ismael Fouani, na coluna “Palavra do Prefeito”, anunciou: “até o mês de maio estaremos com nosso atendimento 24 horas no Posto de Saúde, conforme prometemos (…)”.

O atendimento 24 horas da Unidade Central de Saúde do município, foi uma solução encontrada ao fechamento do Hospital São Lourenço, anunciada pelo médico José Antônio Gargantini, diretor do hospital.

Em 19 de março, em entrevista na Juventude FM, o proprietário do Hospital São Lourenço, confirmou a conquista de R$ 45 mil reais por mês, a nível de estado, para custear o plantão do hospital de segunda a sexta das 22h às 7h. Segundo informações, o convênio para o repasse do Governo do Estado ainda não foi assinado.

 

MANDAGUAÇU: Jovem gravemente ferido em mais um acidente na Munhoz da Rocha

giroflex_bombeiros_foto_jornal_de_lavrasNa tarde de hoje (26), por volta das 14h, ocorreu mais um acidente entre carro e moto no centro de Mandaguaçu. O acidente foi no cruzamento da  Avenida Munhoz da Rocha com a rua Bernardino Bogo (Calçadão). É o segundo acidente na avenida Munhoz da Rocha em menos de 24 horas.

Segundo informações disponibilizadas pelo Corpo de Bombeiros, o acidente foi entre Luiz Ricardo Mansano (21) que conduzia uma Yamaha XT-600, e Ben-Hur Marques Boska que conduzia uma caminhonete Chevrolet S-10.

Luiz Ricardo foi encaminhado com ferimentos graves ao Hospital Santa Rita em Maringá, porém, sem risco de morte.

Ex-subchefe da Casa Civil do Estado busca convênio para o São Lourenço

10295801_698046396922530_7930345562274351931_n (1)Ontem (23), Guto Silva, ex-subchefe da Casa Civil do Governo do Estado do Paraná divulgou nas redes sociais que está  intermediando junto ao governo do Estado e a Secretaria Estadual de Saúde um convênio que deve garantir nova verba para o Hospital e Maternidade São Lourenço de Mandaguaçu.

Segundo Guto Silva, “O processo já está na Secretaria de Saúde e nos próximos dias um parecer deve ser emitido a respeito.” O ex-subchefe diz ainda que reforçou ao governador Beto Richa a importância do Hospital para a região e pediu atenção especial ao caso. Guto encerra afirmando que “O convênio deverá ser firmado entre estado e prefeitura, para que o Hospital se mantenha aberto e atendendo a comunidade regional.”

Campanha de vacinação contra a gripe teve início nesta terça-feira

vacinacaogripe1398105845

Teve início ontem, terça feira (22), em todo o país, a 16ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. O município de Mandaguaçu conta com uma população de aproximadamente 20.227 habitantes, tendo como meta 6.011 pessoas (grupos prioritários) para imunizar contra a gripe. Todos os postos de vacinação do município terão a vacina disponível até o dia 9 de maio. O horário de atendimento é das 8h às 17h.

Neste sábado (26), vai ocorrer o dia “D” da campanha, Dia Nacional de Mobilização, todas as unidades de saúde estarão abertas das 8h às 17h para vacinação contra a gripe. A imunização é via injeção subcutânea e protege contra os subtipos do vírus influenza: H1N1, H3N2 e B. As doses devem ser aplicadas antes do período de inverno. 

A influenza, conhecida popularmente como gripe, é uma doença respiratória de origem viral, e é um problema de saúde pública no Brasil. Esta patologia pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral.

Dr. Gargantini confirma convênio do governo do Paraná para plantão do Hospital

sddefaultO médico José Antônio Gargantini, diretor do hospital São Lourenço de Mandaguaçu, confirmou hoje (19), em entrevista na Juventude FM, a conquista de R$ 45 mil reais por mês, a nível de estado, para custear o plantão do hospital de segunda a sexta das 22h as 7h. A informação é do jornalista Amaro de Oliveira.

No facebook, o jornalista informou que segundo Gargantini, por mais de 35 anos, o atendimento nesse horário, de segunda a sexta, foi custeado pelo hospital. Com o recurso elimina o risco do hospital fechar as portas em maio, como havia sido anunciado. O dinheiro virá por meio de um convênio, conquistado no governo do estado com apoio da Câmara Municipal de Mandaguaçu. Com a sequência do recurso disponibilizado pela prefeitura, de 25 mil reais, média/mês, para atendimento aos sábados, domingos e feriados e o convênio SUS, o hospital prestará atendimento 24 horas, com recursos públicos.

Dentro dos próximos 15 dias, representantes do governo do Estado devem assinar o convênio na Prefeitura de Mandaguaçu, que receberá o repasse mensal de R$ 45 mil. Por ser um recurso estadual, a prefeitura firmará outro convênio com o hospital para repassar o valor do governo do Estado.

Câmara de vereadores: Dr. Gargantini apresenta motivos para o fechamento do hospital

Direção do Hospital São Lourenço distribui carta a população de Mandaguaçu

A direção do Hospital e Maternidade São Lourenço, está distribuindo uma carta aberta a população de Mandaguaçu. A carta assinada pelos diretores do hospital, Antonio Lara Diniz e José Antônio Gargantini, tem como objetivo informar e esclarecer a população sobre o atendimento prestado aos usuários do SUS através do São Lourenço. De acordo com a carta, mais de 90% dos atendimentos realizados pelo hospital são pelo SUS.

Na carta, a direção do hospital informa que em 2013, foram realizadas 1.486 cirurgias pelo SUS em pacientes de Mandaguaçu e região. É informado que o Hospital São Lourenço, mantém convênio com a Prefeitura Municipal para atendimentos nos finais de semanas (de sábado as 7h até as 7h de segunda-feira), mais os feriados recebendo por este atendimento R$ 25 mil/mês em média anual.

Ainda na publicação, os diretores do hospital, relatam de que de segunda as sextas-feiras realizam plantões de 24 horas/dia sem receberem absolutamente nada. Assim, dos sete dias da semana, recebem apenas dois e cinco dias trabalham de graça, com atendimento médico e todas as despesas de funcionários, encargos, medicamentos e alimentos por conta do hospital. Na carta, os diretores relatam que os valores que o SUS paga pelos atendimentos são muito baixos e não cobrem as despesas.

Segundo os diretores “não queremos fechar o Hospital. Estamos sendo obrigados pelo prejuízo mensal e dificuldade em cumprir as leis e exigências solicitadas”.

Na carta aberta a população, os diretores destacam “quem tiver interesse em manter o hospital aberto, seja autoridades municipais, estaduais, federais, privadas, religiosas, população e outras, estamos prontos a conversar, acatar sugestões e encontrarmos soluções, caso  contrário, se nada acontecer, o hospital será definitivamente fechado à partir de 01-05-2014, conforme ofício protocolado na secretaria municipal de saúde de Mandaguaçu em 30-01-2014.”

Clique e leia a carta completa.

Clique e leia a carta completa.

A carta está sendo distribuída a população de Mandaguaçu.