Ruas

Mandaguaçu: Empresário e moradores reclamam do acesso ao parque industrial

Construída em 2010, a via de acesso ao Parque Industrial Paulo Saes e ao Jardim Europa em Mandaguaçu está em estado de abandono. Após a reclamação de moradores, na tarde de hoje (10), fui até o local para fotografar a situação.
A via que tem extensão de 530 metros, passa por debaixo  do viaduto na BR-376 em Mandaguaçu. Além da falta do asfalto, moradores reclamam da não sinalização do local. “A noite é terrível passar por ali. Não é iluminado, não tem placas, não tem asfalto. Com chuva fica pior ainda! Vieram arrumar aí, mas não resolveu nada.”, desabafa José Clemente, morador do jardim Europa.

A via que dá acesso ao Parque Industrial Paulo Saes, é rota de caminhões de empresas e distribuidoras. Um empresário que pede para não ser identificado, relatou a situação precária do local. “Desde quando fizeram esse acesso, ficou da mesma forma. Isso não tem explicação! Falaram que iriam passar asfalto, mas só tem pedra! Sem falar que tem parte que está desbarrancando.”

A abertura da via em 2010, teve como objetivo eliminar o cruzamento na BR-376, onde aconteciam vários acidentes.

Mandaguaçu: A cidade do papelão

Desde quando foi proibido o uso das lixeiras de rua na avenida e ninguém avisou?
Pois agora, vejo papéis e sacos plásticos espalhados pelas ruas em meio a água das chuvas.
Até quando, comerciantes e moradores da Avenida Munhoz da Rocha vão continuar com essa falta de educação?
Toda chuva é o mesmo problema! Caixas e mais caixas de papelão, sacos plásticos e afins, enfeitam a nossa estreita avenida.

 

 

 

 

 

 

 

 

Pois bem! Podemos pensar em uma solução, no curto prazo, políticas públicas consistentes para promover a reciclagem, que evitariam tanta sujeira nas ruas. Caso não houvesse resultado, o estabelecimento de multas a comerciantes e moradores que desrespeitam as regras que vigoram na cidade.
Ora… todos temos um papel na sociedade. E no caso do lixo, não é um trabalho individual, mas em conjunto. Dizemos que é uma cadeia. Porém, as ações precisam começar individualmente.
O início pode ser feito dentro de casa, no manejo do lixo orgânico, na separação dos materiais para reciclagem, no consumo consciente e no correto depósito do lixo na rua.
Meus senhores, não vamos fazer esse “papelão” novamente. Não é?

Prefeitura realiza nova operação “tapa-buracos”

Após realizar o recape asfáltico na parte central da cidade, a Prefeitura Municipal iniciou essa semana uma nova operação tapa-buracos. Nessa terça-feira (27), a equipe do departamento de obras do município passou pelas ruas Nicola Stefano, Rocha Loures, Quatorze de dezembro, entre outras do centro da cidade.

As ações do Departamento de Obras é uma continuidade às obras de manutenção de vias públicas, muitas delas vencidas e danificadas pela ação do tempo. “Seguindo um cronograma, a operação tapa-buracos se estenderá para todos os bairros”, argumenta o prefeito Ismael Fouani, lembrando que os trabalhos são executados pelo Município com recursos próprios. Ainda de acordo com o prefeito, a finalidade dessa operação é tornar transitáveis todas as principais ruas do centro e também dos bairros.